Home | Contato
Sistemas de Moagem
Moinho Pulverizador com Peneira

São unidades industriais compactas com elevado padrão e precisão de materiais e execução, o que assegura operações ininterruptas na obtenção de produtos com granulometria desejada e com economia energética de até 75% quando comparado com equipamentos similares.

Sua forma construtiva permite fácil acesso a todos os componentes, facilitando operações de limpeza e manutenção. Podem ser fornecidos com alimentação por rosca motorizada, por gravidade e por sucção. Dependendo do produto e granulometria desejada, operam com as seguintes capacidades:

Moinho Pulverizador modelo “T” laboratório

(1 cv) até 50 kg/h

Moinho Pulverizador modelo T1-1

(5 cv) até 700 kg/h

Moinho Pulverizador modelo T2-2

(20 cv) até 2.000 kg/h

Moinho Pulverizador modelo T3-3

(40 cv) até 6.000 kg/h

Moinho Pulverizador modelo T4-3

(75 cv) até 11.000 kg/h

Moinho Pulverizador modelo T-44

(150 cv) até 20.000 kg/h



Outros modelos podem ser fabricados de acordo com a necessidade de cada aplicação, com alimentação por gravidade ou sucção.

Características dos Pulverizadores tipo “T”

Os pulverizadores tipo “T” foram projetados visando a obtenção de elevada redução granulométrica associada a alta produção e baixo custo operacional.

Suas baixas temperaturas de moagem são particularmente vantajosas no processamento de materiais termo-sensíveis. Reúnem num só equipamento operações de moagem, mistura e dispersão, isentos de liberação de pó ao ambiente. De construção precisa e robusta e com grande facilidade de acesso para limpeza e inspeção, os pulverizadores tipo “T” permitem operações ininterruptas por longos períodos e com custos de manutenção extremamente reduzidos.

A granulometria que pode ser obtida é muito variável e depende principalmente do produto. Por exemplo, com negro de fumo pode-se chegar a 15-20 micra, mas a mais comum é da ordem de 100 ~ 325 mesh.

Notar que a porcentagem do material que passa por uma peneira (por ex. 90% em 120#) tem uma influência extrema sobre a capacidade do moinho. Assim a mudança de especificação de 90% - 120# para 95% - 120# pode reduzir a capacidade da máquina em 30 a 50%.

Outra característica dos moinhos de martelos é que não conseguem produzir um material moído em faixa granulométrica estreita (por ex. -100#  90% +120#). Para isso há necessidade de outros equipamentos auxiliares tais como classificadores centrífugos. Para aplicações dessa natureza, o mais indicado é a utilização de nossos moinhos com aero-classificador.


Pulverizadores Tipo T

Princípios de funcionamento dos Pulverizadores tipo “T”

Os pulverizadores tipo “T” são constituídos essencialmente por uma câmara de moagem tendo em seu interior um rotor com martelos e um defletor múltiplo estático.

A alimentação e dosagem de produto a ser processado são normalmente feitas por uma ou mais roscas transportadoras, que fazem parte integrante do equipamento.

No pulverizador tipo “T”, o controle granulométrico do produto moído é feito através da seleção da peneira e da rotação da máquina.

O processo de moagem nestes equipamentos baseia-se no impacto entre os martelos, operando em altas velocidades, e as partículas. Nesse impacto, a energia cinética dos martelos é dissipada pelas partículas, acarretando sucessivas quebras e consequentemente sua redução granulométrica.

Para minimizar efeitos de desgaste, todos os martelos dos pulverizadores tipo “T” tem a sua face de impacto revestida com ligas especiais altamente resistentes a abrasão.

Podem moer metais moles / maleáveis (ouro, prata, chumbo, cobre, latão ...) por via criogênica.



Fale com a Hydronics
© Hydronics 2009 - Todos os direitos reservados.