Controle Ambiental

Equipamentos e Sistemas para controle da poluição do ar.

Hydronics Controle Ambiental
Outras Linhas de Lavadores Hydronics

A Hydronics, com 35 anos de presença no mercado brasileiro, pode oferecer também outros tipos de lavadores, conforme exigência especifica de cada processo.

Para aplicações com particulados grosseiros, estão disponíveis os lavadores ciclônicos série 078  com   bicos pulverizadores ou o Vanetron série 092, de tipo lamelar; ambos operam com  perdas  de  carga  de  100 a  300 mm C.A.

Para particulados ultra-finos, são recomendados os lavadores Venturis série 072, próprios para partículas submicrônicas, com perda de carga até 2000 mm de coluna de água.

Finalmente, no caso da lavagem de gases demandar absorção, podem ser utilizados, além dos lavadores já citados, as torres de absorção série 077.

Todas estas máquinas são limitadas em seu tamanho apenas pela conveniência / custo do transporte rodo-viário, raramente excedendo o diâmetro de 3m; para aplicações maiores, é frequentemente mais econômico usar equipamentos em paralelo.

Assim, a capacidade máxima destas linhas de equipamentos é geralmente da ordem de 120.000 m³/h, para os lavadores e de 60.000 m³/h para as torres de absorção.

 Lavador multi-venturi tipo HYDROTRON
O princípio operacional do lavador Hydrotron faz com que, os gases a serem tratados sejam forçados a passar pelo lavador, utilizando-se para isso ventiladores adequados. O lavador Hydrotron é composto internamente por multi ventures,  flaps e câmaras de contato com água.

A distribuição dos gases é feita através de uma câmara de distribuição de baixa velocidade que direciona os gases para os multi venturis, após isso, os gases são induzidos a passar pelos flaps e finalmente levados para a atmosfera.

Os venturis estão instalados em conjunto com as câmaras de contato no tanque de decantação e são responsáveis pela formação dos aglomerados, formados por gotículas de água e partículas dispersas nos gases. Os flaps estão instalados no plenum de saída e são responsáveis pela eliminação das gotículas de água, eventualmente presentes nos gases. Posteriormente o gás é liberado para a atmosfera já devidamente tratado.

O aglomerado (material particulado) sedimentará no tanque de decantação, por onde é descarregado através de válvulas de descarga instaladas nas saídas das moegas, que direcionam o material decantado para os captadores de lodo.

O grau de eficiência alcançado pelo lavador é diretamente proporcional á coluna de água que os gases tem que atravessar, essa coluna de água é controlada por um programador inteligente, de exclusividade da “Hydronics” no mercado nacional. Este lavador não utiliza bombas para recirculação de água, evitando com isso a geração de efluentes e o custo adicional do tratamento desses efluentes. Apresenta baixos custos de manutenção, pois não tem partes e acessórios que necessitem trocas constantes.

O lavador “Hydrotron” utiliza um programador inteligente, que controla o volume de água da câmara de contato e a variação de pressão interna no lavador, fazendo automaticamente a drenagem e o reabastecimento de água do tanque de decantação, quando necessário.

Pintura com tinta a base de alcatrão de hulha, em duas demãos, espessura total 300 micra com  Jateamento SAE 2 ½, para preparação da superfície.

Construção do lavador em chapas e perfis de aço carbono, provida de flanges de entrada e saída dos gases e portas de inspeção para manutenção e limpeza do lavador. Flanges na parte inferior da moega  para acoplamento  das válvulas de descarga.

Estrutura suporte, escada e plataforma para o lavador, fabricadas em tubos e perfis de aço carbono com sapatas de apoio para ser suportada em estrutura.

Conjunto de Multi Venturis com Flaps eliminadores de gotas.

Válvulas para descarga e para alimentação de água, ladrão para drenagem do excesso de água,  manômetro tipo “U”, programador inteligente com pressostato agregado para controle do nível interno de água no lavador, tomadas de pressão para indicação do diferencial de pressão no lavador.

Ventilador específico dimensionado para vazão e pressão de operação, incluindo perdas do lavador e dos dutos de exaustão do sistema.

Capacidades dos lavadores HYDROTRON

ModelosVazão  de operação
HYDROTRON   2 x 2Até  30.000 m³/h
HYDROTRON   2 x 4Até  45.000 m³/h
HYDROTRON   2 x 6Até  63.000 m³/h
HYDROTRON   2 x 7Até  78.000 m³/h
HYDROTRON   2 x 9Até  115.000 m³/h

Lavador VENTURI
Os lavadores venturi são muito eficientes para partículas de 0,2 a 0,5 micra, não possuem orifícios finos que possam entupir.

Neste tipo de equipamento, a pulverização da água (ou outro líquido de lavagem) é feita pela passagem do gás em alta velocidade pela garganta do equipamento.

Suas principais desvantagens são o elevado consumo de energia e a sensibilidade à variações de vazão dos gases, que causam variação de eficiência.

Lavador VANETRON
Os lavadores da série # 092 são equipamentos de baixa energia e boa transferência de massa. Devido a sua concepção, são pouco suscetíveis a entupimentos e demandam poucos ajustes. A capacidade de transferência de massa pode ser aumentada através da instalação de pratos adicionais.

Não possuem bicos internos, sendo desnecessária a utilização de bomba de recirculação de alta pressão. Contudo, sua eficiência tende a cair com particulado menor que 5 micra.

Lavador Ciclônico
Os lavadores ciclônicos da série #78 são lavadores de baixa energia, com um corpo cilíndrico inteiramente vazio internamente. A entrada dos gases é feita tangencialmente ao corpo, criando um fluxo ciclônico no interior do equipamento. Bicos pulverizadores posicionados nas laterais do corpo aspergem o líquido de lavagem, aglomerando as partículas contaminantes.

A principal vantagem deste tipo de lavador vem do fato de possuir um corpo inteiramente vazio, o que o torna imune a acúmulos de pó ou incrustações. Outras vantagens são a baixa perda de pressão e permitir a manutenção dos bicos pulverizadores mesmo com o equipamento em operação.

Por ser um equipamento de baixa energia, sua utilização prática se dá para partículas maiores que 5 micra.

Torre de Absorção
São equipamentos de elevada transferência de massa, próprios para controle de odores, absorção de solventes e vapores em geral. Não são indicados, contudo, quando houver particulados no fluxo.

Seu corpo cilíndrico é preenchido com elementos de vários possíveis formatos, materiais e tamanhos, destinados a aumentar a área de contato líquido-vapor, ao mesmo tempe que mantém a perda de carga em valores reduzidos.

A distribuição da água ou outro líquido de lavagem é através de bicos pulverizadores acima dos corpos de enchimento.